| 111 Comentários

Eles são apaixonados por gordinhas

Basta qualquer uma de nós entrarmos em comunidades do Orkut ou salas de bate-papo para rapidinho darmos de cara com perfis de homens apaixonados por mulheres gordinhas...
Pois bem, selecionei 4 deles para uma “rapidinha” ,isto é, um ping-pong de perguntas e respostas..rsrs...

Conheça agora um pouco de cada um desses homens de bom gosto :


NOME:
ANDERSON DE ARAUJO MOURA MUNIZ
IDADE: 22 ANOS
PROFISSÃO: OP. DE TELEMARKETING
ESTADO CIVIL: SOLTEIRO SOZINHO E CARENTE











NOME: Anselmo Silva
IDADE: 31
PROFISSÃO: Auxiliar Administrativo
ESTADO CIVIL: Namorando
CONTATO: www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?rl=ls&uid=6539453191504084355











NOME
: Moreno
IDADE:36
PROFISSÃO:Manutenção de computador
ESTADO CIVIL:Separado
CONTATO: moreno116_bob@hotmail.com











O outro entrevistado optou por não enviar foto,mas basta entrar em contato que vocês poderão conhecer esse admirador...ai vai ele:
NOME: Apenas o Nick “Gordo Menage"
IDADE: 31
PROFISSÃO: Fotógrafo
ESTADO CIVIL: Casado
Vamos a entrevista...


POR QUE ESSA PREFERÊNCIA POR MULHERES GORDINHAS?

Anderson: São mais carinhosas, tem onde pegar e dão valor a pessoa que está com elas.

Anselmo: Gosto das gordinhas, pois são verdadeiras, atenciosas, amorosas, românticas, carinhosas, sonhadoras e gostosas.

Gordo Menage: Sempre fui facinado por fofinha, acho que minhas lembranças mais remotas me remetem a uma cena do filme Amarcord de Fellini, onde a dona da venda “saciou” a curiosidade de um garoto.

Moreno: Porque eu adoro as gordinhas, são mulheres mais carinhosas, amorosas e outras coisas mais...
Eu não faço apenas sexo com elas, dou também muito carinho e amor .
JÁ NAMOROU OU NAMORA UMA GORDINHA ATUALMENTE?

Anderson : Já namorei e tô em busca de uma gordinha pra namorar de novo.

Anselmo: Já namorei, e atualmente namoro uma a 1 ano e 3 meses.

Gordo Menage: Sim, não procuro rótulos, mas em sua maioria, diria que 70% dos meus relacionamentos foram com gordinhas. Minha esposa é gordinha.

Moreno: Já namorei,mas casei com uma magrinha .Porque quando eu cheguei do Norte conheci uma magra ... mas EU GOSTO MESMO È DE UMA GORDINHA. Hoje não tenho caso com nenhuma gordinha, mas GOSTARIA, já tive alguns casos com gordinhas enquanto era casado.

SABEMOS Q EXISTE UM PRECONCEITO GRANDE CONTRA AS PESSOAS GORDINHAS E TEM MUITO HOMEM QUE GOSTA, MAS QUE ESCONDE ESSA PREFERÊNCIA POR VERGONHA DIANTE DE UMA SOCIEDADE PRECONCETUOSA... VC DESFILA COM SUA GORDINHA SEM NEURAS?
Anderson: Desfilo sim de mãos dadas, coloco foto no Orkut mostro pro mundo que ela está comigo.

Anselmo: Desfilo, beijo, abraço e chamo de meu amor.

Gordo Menage: Sem qualquer dúvida ou neura, mas sinto que muitas pessoas se incomodam ao avistar tão redondo e simpático casal.

Moreno: Claro que sim porque não??,
Se a minha mulher fosse gordinha, EU FARIA A MESMA COISA que faço com ela hoje... magra ou gordinha
EU NÃO SÓ GOSTO DE MULHER GORDINHA, COMO TENHO FANTASIAS POR ELAS.

O QUE MAIS GOSTA NO SEXO COM GORDINHAS?

Anderson: Adoro ver ela de 4 e adoro chupar ela, pois tem a xaninha carnuda.

Anselmo: Do calor, do gosto, do cheiro... tudo.

Gordo Menage: A fome! Sim, a mulher fofinha é efetivamente gulosa! Entregue. Mas é claro que é necessário que haja uma grande cumplicidade. Até por ser gordo, sempre foi fácil vencer a barreira que muitas mulheres possuem de mostrar a barriguinha, ou efeitos da gravidade.

Moreno: NO SEXO GOSTO TUDO.
Só que tem uma coisa que me deixa mais louco de tesão por gordinhas:
OLHAR ELA TODA DOS PÉS A CABEÇA... ADORO VER UMA GORDINHA DE CALCINHA; SOU APAXONADO POR ISSO.
Se colocarem uma gordinha e uma modelo magra e perguntarem qual eu prefiro , respondo sem rodeios que desejo a gordinha...sem dúvida.

RESUMA EM UMA PALAVRA O QUE SENTE QDO PEGA UMA GORDINHA DE JEITO?
Anderson: AMOR

Anselmo: Tesão, vontade, carinho... são tantas coisas...

Gordo Menage: Realização e cumplicidade.

Moreno: Tesão.

COMPLETE A FRASE: “MULHER GORDINHA PRA MIM É MUITO GOSTOSA PORQUE...“
Anderson: É tudo de bom.

Anselmo: SABE FAZER GOSTOSO.

Gordo Menage: É MAIS MULHER POR CM².

Moreno:É muito gostosa, porque tem tudo que eu gosto.Tenho tesão pela fartura.
RESPEITO TODAS, MAIS AS GORDINHA ESTÃO NO MEU CORAÇAO.

Bom é isso ai gente...papo curto mais enche a alma da mulher gordinha...espero que tenham gostado tanto quanto eu em conhecer esses 4 homens de excelente gosto .

| 6 Comentários

Aniversario do blog!!!!


Olá amigos leitores, também sou uma colaboradora desse blog e tenho muito orgulho disso, pois vejo que a cada dia ele cresce e agrada a muita gente, estamos felizes de poder levar informações e incentivos para vocês mulheres assim como EU mesmo acima do peso são maravilhosas!!!!
Sendo assim venho aqui comemorar com vocês essa data especial, pois sem vocês nosso blog não teria sentido.
| 12 Comentários

Aversão e fascínio: a nudez da mulher gorda

Por: Mariana Mesquita

Se você é usuário do Orkut, faça a busca: existem mais de mil comunidades trazendo no nome a expressão ‘Preta Gil’. Excetuando as produzidas por fãs de sua música, a maioria delas faz menção às fotos do encarte do cd Prêt-a-Porter, lançado em 2003, nas quais a cantora aparece sem roupa. A polêmica até hoje não cessou: em sua nudez opulenta, Preta agradou e incomodou a várias pessoas. Prova disso são os títulos das citadas comunidades virtuais: “Eu não comeria a Preta Gil – alguém tem tesão no ursinho Pooh?”; “Preta Gil, a mais baranga”; “Preta Gil não é Pretty Girl”; e as favoráveis “Preta Gil não é feia” e “Eu comeria a Preta Gil”, todas ilustradas pelas mesmas imagens da moça pelada.

Depois de Preta, uma série de comerciais desafiou os cânones estéticos vigentes: a campanha do sabonete Dove em defesa da real beleza mostrou um grupo de gordinhas sorridentes, na praia, de biquíni. Apesar das críticas, e da busca incessante por apontar as estrias e celulites das moças, a expressão ‘gordinha do dove’ passou a designar mulheres acima do peso, mas satisfeitas consigo, de bem com a vida – bonitas, desejáveis, interessantes. Também no Orkut podem-se encontrar várias comunidades elogiando as modelos da campanha. A descrição de uma delas diz que “quem gosta de osso é cachorro”.

Para encerrar, amigo leitor: faça uma busca com a palavra ‘gorda’, no mesmo Orkut. Novamente vai achar bem mais de mil comunidades, a maior parte delas depreciando as mulheres acima do peso: “odeio gorda de piercing”; “odeio gorda de barriga de fora”; “odeio gorda de roupa justa”; “mulher gorda, pelada, não”; “gorda de minissaia é uma merda”; “odeio gorda metida a gostosa”; “meu amigo catou uma gorda”; “odeio gorda assanhada”, etc.

Chocou-se com a virulência? Não adianta denunciar à administração do site: ao contrário do preconceito religioso ou racial, ‘odiar gordos’ não vem sendo motivo para desabilitar as comunidades, apesar dos protestos. Diante de tanta agressão, frisar as dificuldades que as mulheres acima do peso enfrentam, na hora de formar uma auto-imagem positiva, é como chover no molhado: infelizmente, na sociedade em que vivemos, ser gorda (ainda mais do que ser gordo) é literalmente um fardo pesado para se carregar. Difícil ser bonita. Difícil ser aceita. Difícil comprar roupa. Difícil enfrentar os preconceitos.

Mas toda essa introdução foi para fazer alguns questionamentos que me inquietam bastante: o que será que choca tanto as pessoas, ao se depararem com a imagem de uma mulher gorda nua, de trajes íntimos ou roupas sedutoras? Por que a visão de uma gorda, na praia, de minissaia ou em situação de destaque, é motivo de tanta aversão e zombaria?

Os cânones estéticos oscilam ao longo da história, embora a ditadura da magreza venha imperando já há vários anos. Lá, no fundo de mim, eu imagino que o motivo de tanto ódio às vezes tenha a ver com uma espécie de atração represada, mal contida, por um volume maior de carne do que as carcaças mirradas das modelos profissionais.

Muitos escondem o fato, se sentem envergonhados de assumir relacionamentos públicos e estáveis com gordinhas, mas ficam com elas quando há chance. Deve ser esta a razão pela qual tantos homens procuram os sites pornôs, especialmente americanos, especializados em mulheres acima do peso – à parte a curiosidade e o gosto pelo ‘bizarro’, sinto que deve haver um pouco de necessidade de suprir o fascínio sufocado pela propaganda vigente, que prega que qualquer mulher com IMC acima de 20 é desprezível e feia.
| 9 Comentários

Ensaio - Caroline Figueiredo

Caroline tem feito sucesso na novela "Malhação" . Aqui temos um ensaio fotografico da bela Caroline feito pelo fotografo Serginho Carvalho.









Mais fotos aqui
| 2 Comentários

GM Recomenda - A Ditadura da Beleza e a revolução das Mulheres


Com mais de 2,5 milhões de livros vendidos no Brasil, Augusto Cury retrata nesta nova obra o cotidiano de mulheres que sofrem caladas as conseqüências de uma cruel realidade do mundo moderno: a ditadura da beleza.
Apoiando-se em sua vasta experiência como psiquiatra e pesquisador da Psicologia, Cury dá um grito de alerta contra essa forma de opressão que vem deixando mulheres, adolescentes e até crianças tristes, frustradas e doentes.
Ao tratar de um tema tão atual, este livro faz com que o leitor se identifique imediatamente com os personagens e sua luta por uma vida mais plena, em que cada pessoa se sinta livre para ser o que é, sem se envergonhar de sua aparência e sem se comparar a ninguém. Cury nos leva a compreender que a beleza está nos olhos de quem vê e que devemos ter um romance com nossa própria história, pois cada ser humano é único no palco da existência.

Quer ler? Clica aqui
| 4 Comentários

Entrevista: Camila Appicella

Camila é uma menina de fibra!! Na sua pouca idade já passou por uma depressão , problemas de saude e ja teve mais de 120 kg. Conseguiu aumentar sua auto-estima fazendo uam reeducação alimentar que até agora a fez perder mais de 40 kg. Nós do blog conversamos com essa garota e agora dividiremos sua experiencia aqui com vocês .
Com vocês: Camila

Gordinhas Maravilhosas:O que te fez iniciar a sua mudança?
Camila Apicella:Vários motivos... Eu sofria com muitas dores no estômago, e em uma das minhas idas ao hospital para tomar soro, um médico disse que se eu não fizesse nada para melhorar iria acabar morrendo cedo. Ele ainda me aconselhou a fazer a cirurgia de redução do estômago.
Quando comecei a me tratar, descobri que eu tinha esteatose hepática (gordura no fígado), e a única solução seria emagrecer. Com isso já comecei a mudar um pouco minha alimentação. Deixei de comer besteiras e comecei a comer comida. Mas o ponto inicial mesmo foi quando eu fiz uma viagem e tirei uma foto... Eu não acreditava que aquela era eu, que eu era daquele tamanho! Sempre fui "saudável" (nem magra nem gorda)... Decidi que precisava mudar, e foi o que eu fiz!

GM:Então foi uma serie de coisas e não uma só..
CA:Sim... foi tudo junto.. minha vida sofreu várias mudanças repentinas...
eu comecei a engordar aos 14 anos de idade, por entrar em depressão...
fiquei 3 anos sem sair de casa

GM:Como assim depressão? Teve um motivo especifico?
CA:Vários... Mudança de estilo de vida, de colégio, indiferença de supostos amigos, separação dos pais, problemas de saúde, ia mal no colégio. Foi tudo junto, virou bola de neve.
Não tinha vontade de fazer nada. Ficava o dia todo no computador.

GM:Vc fez algum tratamento psicologico?
CA:No começo minha mãe tentou me arrastar. Cheguei a ir em umas 2 consultas. Mas não deu em nada porque eu fingia que tava tudo bem, não via que eu tinha problema
Pra mim era normal uma pessoa não querer sair e não ver ninguém hehehe

GM:Preconceito ja sofreu?
CA:Muito...piadinhas maldosas , eu me sentia um monstro!

GM:Teve alguma história pesada que vc pode nos contar?
CA:Olha.. quando eu comecei encarar o mundo de novo, quando eu sai da minha "toca", foi pra mudar minha vida. Então meio que não teve tempo de passar por nada a mais que embaraçoso, pois eu já estava emagrecendo. Mas eu sofria demais, parecia que as pessoas no colégio tinham nojo de mim. Nunca esqueço quando um muleque tacou uma fatia do tomate do sanduiche dele em mim...simplesmente do nada...

GM:Qual o maior peso que você atingiu? Com quantos anos?
CA:127 com 16 anos

GM:Voce encarou uma dieta , que muitas pessoas tentam e nao conseguem terminar e conseguiu seguir...o que fez vc seguir o metodo mais dificil? vc complementou com exercicios? teve acompanhamento medico? conte-nos como foi o seu processo de emagrecimento..
CA:Eu fui bem radical. Cortei tudo que tivesse fritura, gordura, açúcar.
E eu acho que esse método não é dificil, eu chamo isso de nascer de novo. É uma mudança de vida, pra melhor! Eu aprendi a comer coisas que não gostava, como legumes e verduras. Hoje em dia não vivo sem. A reeducação alimentar é ótima, pois como diz o nome, você aprende a comer novamente... A cabeça muda. Não adianta se matar de fazer dieta desejando que chegue uma certa data para poder comer um doce por exemplo. Você tem que enfiar que aquilo é uma coisa normal, e que você vai ter o resto da vida pra poder comer, que além de tudo não vai ter fazer nenhum bem além do prazer que vai sentir ao mastigar aquilo naquele momento apenas. Não digo que deve passar vontade, mas aprender a ser mais forte que a vontade.Uma coisa que me ajudou muito foi a academia. Todos acham que academia é lugar de gente metida, mas eu garanto que não é! Quem está lá é porque busca melhorar de alguma forma, não só a aparência.
Eu me senti super bem malhando, e comecei a perder em média de 1kg e meio por semana a partir daí, não parei mais!
Não tive nenhum acompanhamento médico e não tomei nenhum remedio

GM:Qual foi a parte mais dificil da tua reeducação alimentar? tem algo que vc sente falta de antes?
CA:Foi quando eu entrei em neura... Eu não entendia porque depois de um certo tempo eu não conseguia mais emagrecer 1kg e meio por semana. Foi quando me apresentaram a dieta das proteínas. Comecei a fazer, emagreci MUITO MESMO, e muito rápido. Perdi 7 kg em menos de 2 semanas. Mas desde então eu não conseguia mais comer, me sentia culpada se fosse comer uma colher de arroz e uma de feijão. Não comia carne, não comia nenhum tipo de carboidrato. Fiquei fraca, anêmica. Essa foi a parte mais difícil: me recuperar de novo. Tive que novamente aprender a comer certo, e é lógico que acabei recuperando esses 7kg. Mas não engordei mais também, apenas mantenho o peso, e agora emagreço lentamente, mas nunca mais brinco com minha vida!

GM:E qual é o saldo total até agora? quanto vc perdeu e quanto vc ainda pretende perder?
CA:Perdi 45Kg (pesando 80kg), e pretendo perder mais 10 (ficar com 70), pra poder fazer a abdominoplastia. Minha meta é pra julho de 2009!

GM:Como você se sente hoje, o que mais mudou na sua vida?
CA:Me sinto quase realizada, mas me sinto uma vencedora. Sei que sou capaz de conseguir tudo o que eu quero, basta correr atrás!
Muita coisa mudou, além da minha saúde. Sou mais auto-cofiante, deixei de ser completamente tímida. Não tenho medo de ser eu mesma.
Consigo usar um salto agulha sem me desequilibrar, posso comprar roupa em qualquer loja, não me canso mais ao andar na rua, não fico sem fôlego
Se alguém me olha hoje em dia, não é pra debochar, e sim pra elogiar
Eu sinto que o mundo gire em torno disso
eu sei que nem tudo é beleza... Mas as pessoas não sabem isso
O mundo hoje em dia vive de aparência, e esquece que existe conteúdo

GM:O que você diria para quem está pensando em fazer reeducação alimentar?
CA:Lembrar-se que você come pra viver, e não vive pra comer. Não precisa ser radical como eu fui, mas tem que ser firme e acreditar no que quer. Se possível, procurar um nutricionista! Esquecer que existem remédios! Não existe fórmula mágica, não basta apenas mudar o que está por fora, tem que mudar o que está por dentro também, começando pela cabeça.

Quer saber mais sobre ela? Ela tem um forum e um blog
| Sem Comentários

Mito n° 1 - Fazer jejum

Vamos começar uma série em 7 capítulos sobre mitos e verdades sobre dieta.Foi originalmente retirada do site M de Mulher

A descoberta: os brasileiros em dieta têm o hábito de passar mais de quatro horas sem comer.

O erro:
jejuns tão prolongados provocam no organismo uma reação de autodefesa: ele passa a poupar energia. Além disso, pessoas em jejum vão à mesa com avidez - e comem em média 30% mais do que as outras.

Dica:
consumir porções modestas de alimentos a cada três horas - e não pular nenhuma das refeições do dia.
| Sem Comentários

Big Girl (You are beautiful)

Pra começar um video que foi postado no 1° dia do blog
Vale a pena ver de novo



Ai vai a tradução

Gordinha (Você É Linda)

Caminhando pelo quarto
Se sente como um balão gigante
Eu disse: hey garota, você é linda
Coca Diet e pizza, por favor
Coca Diet, eu estou de joelhos
Gritando, gordinha você é linda!

Você fica com sua garota magrela
Parece que vou morrer
Porque uma mulher de verdade
Precisa de um homem de verdade, saiba porque

Pegue sua garota e multiplique por quatro
Agora, esse mulherão
Precisa de muito mais

(Refrão)
Vá até o \"Butterflay Lounge\"
Ache uma gordinha pra você
Chega mais, garotão!
E elas te chamarão de benzinho

Nem precisa se enfeitar
Já tô com meus suspensórios
Um lago com garotas em volta
E curvas nos lugares certos

Gordinha você é linda (x4)

Caminhando pelo quarto
Se sente como um balão gigante
Eu disse: hey garota, você é linda
Coca Diet e pizza, por favor
Coca Diet, eu estou de joelhos
Gritando, gordinha você é linda!

Pegue sua garota e multiplique por quatro
Agora, esse mulherão
Precisa de muito mais
| 2 Comentários

1 Ano de Blog!!

Hoje o Blog Comemora 1 ano de existência espero realmente que ele esteja a altura das suas expectativas .
Vamos tentar ao longo do dia colocar varias materias e relembrar algumas do inicio do nosso blog
Parabéns!!!
| Sem Comentários

Preta Gil interpreta morena sedutora em 'Ó Paí, Ó'


A cantora e atriz Preta Gil fará uma participação na série Ó Paí, Ó, da Rede Globo. Ela interpretará a sedutora Magda, que tenta conquistar o taxista Reginaldo (Érico Brás).

Reginaldo e Neusão (Tânia Toko) farão promessas para seus respectivos times ganharem o campeonato de futebol. Neusão pára de beber, e Reginaldo tenta fazer com que ela tenha uma recaída; já Neusão tenta fazer com que o amigo flerte com Magda, quebrando sua promessa.

O último trabalho de Preta Gil na TV havia sido na Rede Record, em Os Mutantes. Ó Paí, Ó vai ao ar às sextas-feiras, após Globo Repórter.

Retirado daqui

Nota do Bloggeiro: Uma gordinha sedutora numa série ? Será o 1° passo pro fim do preconceito?
| 12 Comentários

O Strip da Gordinha

Vi num blog de humor um video de uma gordinha anonima fazendo um strip numa webcam caseira , nesse blog haviam varias criticas e varios comentarios ruins sobre o video que eu nem vou repetir , porque não vale a pena. Na boa , achei uma delicia a mulher tirando a roupa sem se importar com as gordurinhas.
Ai o vídeo



Nota: pode ver tranquilo , ela não fica nua não..
| 10 Comentários

O que é ser gorda?


Lendo os comentários das leitoras Clara , Nah , Kah e Raquel (muito obrigado , seus comentários são sempre bem vindos!!) li que existe uma discussão sobre o que é ser gorda ou não. Umas dizem que 46 não é gorda , não tem dificuldade de encontrar roupas , a outra diz que usa 52 e é feliz entre outras opiniões , todas bem sinceras
A minha opinião é a seguinte : Não existe regra!! tem pessoas que usam 42 e se acham obesas e tem pessoas que usam 52 e se acham lindas!! E é por ai mesmo. Auto estima não tem nada a ver com excesso de peso.
Quando iniciei o blog a Gee (minha noiva, quase esposa ..falta pouco!!) vivia reclamando que estava gorda , se sentia mal com as suas roupas e etc... ela entrou na academia , mudou de emprego , emagreceu um pouco e está se sentindo otima...vestindo 44. Puro aumento da auto-estima!
Li também um comentário que se a pessoa não se considera gorda , não leia o blog...sem criticar o comentário , o objetivo do blog é aumentar a auto estima e incentivar a aceitação do seu corpo você sendo gordinha ou não , talvez seja mais focado pras gordinhas porque elas sofrem preconceito de todos , inclusive familiares que insitem em comentarios infelizes (tipo "você precisa emagrecer..ta muito gorda") e também da mídia em geral , que sempre coloca a gordinha em 2° plano , tanto nas artes , como no dia a dia.
Então remexa seus quadris e seja feliz , vestindo 42 ou 52!!!
| 13 Comentários

Roupas estampadas ficam bem em qualquer corpo e até ajudam a enxugar medidas

Esqueça o mito que só mulheres esbeltas podem usar estampas e roupas coloridas; bem combinadas, elas ajudam afinar a silhueta

Quantas vezes você já deixou de comprar uma blusa com uma estampa linda e optou por levar o modelo na cor preta, que emagrece? Ou sempre quis comprar um vestido com as cores do verão parecido com o da sua amiga magrinha, mas nunca teve coragem?

Pois saiba que as estampas não são exclusividade das magrinhas. Claro, elas podem atrapalhar o seu visual, mas quando bem empregadas até ajudam a afinar a silhueta.

A ANA MARIA montou um álbum de fotos com dicas. Veja algumas:


Barriga disfarçada
A blusa acinturada abaixo dos seios favorece as gordinhas. Ela ameniza o volume na barriguinha e disfarça os braços. A estampa com traços na vertical é ótima para alongar a silhueta.

Blusa com estampa de onça C&A, R$ 79,90, Legging preta C&A, R$ 29,90, Sandália com medalhas Azaléia C&A, R$ 44,90.




Cintura marcada
A estampa é branca, mas o fundo preto modela o corpo e não deixa o desenho aumentar muito o volume. O corte do vestido ajuda a marcar a cintura. Se você tiver braços gordinhos, prefira modelos com alça grossa.

Vestido preto com flores Extra, R$ 49,90, Sandália rasteira prata C&A, R$ 55,90.



Corpo sem volume
As estampas de bicho estarão em alta no verão. As pequenas são ótimas para quem está com aquelas gordurinhas a mais. Quanto menor for a estampa, melhor. Assim, ela não aumenta muito o volume do corpo.

Camisa de oncinha Renner, R$ 39,90, Bermuda Renner, R$ 59,90, Rasteirinha Renner, R$ 49,90.



Colo valorizado
A bata com decote em V e acinturada logo abaixo dos seios valoriza toda essa região. Assim, ela tira a atenção da barriguinha e do quadril. A estampa discreta é ideal para você entrar na moda sem cometer nenhuma gafe.

Bata estampada Extra, R$ 29,90, Calça jeans Extra, R$ 59,90, Sapatilha Moleca Extra, R$ 59,90.



Pernas à mostra
Shorts e bermudas estarão com tudo nos dias mais quentes. Os modelos estampados são legais, mas tome cuidado: eles tendem a aumentar o quadril e o bumbum. Prefira estampas com cores mais leves, sempre com fundo escuro.

Regata Renner, R$ 39,90, Short estampado Renner, R$ 29,90, Sandália cru C&A, R$ 49,90.



Braços em evidência
Esse modelo é só para quem não tem o braço muito gordinho. Quem tiver deve investir em peças com a alça mais larga ou com manga. A estampa na vertical ajuda a amenizar a barriguinha.

Blusa frente-única estampada C&A, R$ 79,90, Calça jeans C&A, R$ 69,90, Sandália preta com brilho Beira Rio C&A, R$ 39,90.



Materia Retirada desse site
| 1 Comentário

Mulheres fazem mais promessas de Ano Novo.




As mulheres são as que mais fazem promessas de Ano Novo, mas são maiores as chances de que os homens as cumpram, revelou uma pesquisa .
Perder peso era a decisão de final de ano mais popular entre as mulheres, enquanto a promessa mais comum entre os homens era a de se tornar uma pessoa melhor, disse a enquete da WNBC e do Instituto Marista para a Opinião Pública, da Faculdade Marista em Poughkeepsie, Nova York.
No total, 44 por cento dos adultos pretendiam tomar uma decisão de Ano Novo. E as chances de que uma resolução do tipo seja adotada são maiores entre os adultos com menos de 45 anos de idade, afirmou a pesquisa.
Das mulheres entrevistadas, 46 por cento disseram que fariam uma promessa de passagem de ano, enquanto 41 por cento dos homens deram uma resposta semelhante, mostrou a enquete.
Entre os que fizeram promessas de Ano Novo na virada de 2005 para 2006, 71 por cento dos homens e 57 por cento das mulheres afirmaram que as cumpriram ao menos parcialmente.
| 2 Comentários

Top 5 GG Brasil.

Seguindo a lista que foi publicada , vamos fazer um top 5 só de mulheres brasileiras?
Dê sua opinião!! pode dar sua opinião como comentário ou na comunidade do orkut

Participe!!! queremos suas opiniões!!
| 10 Comentários

As 15 Mais Belas Modelos Plus-Size (Final)

05



Kate Dillon começou sua carreira usando roupas nº 36 , mas só conseguiu fama como uma modelo plus-size , desfilando frequentemente de langerie.


04



Mia Tyler é modelo desde os 17 anos, antes de estrelar o reality show "Celebrity Fit Club". Mia é irmã da atriz Liv Tyler.

03



Sophie Dahl, a neta do autor de histórias infantis Roald Dahl , emagreceu , mas continua uma modelo voluptuosa , com seios tamanho 52.

02



Anna Nicole Smith mostrou ser linda de qualquer tamanho, do mesmo jeito que sua inspiradora , Marilyn Monroe.

01



Outra "Top Model" contestadora, a plus-size Tocarra Jones sempre segue seus instintos e só faz trabalhos que realmente ela gosta. Por isso ela é nossa n° 1

Gostou da lista? de sua opinião!!

Nota do Bloggeiro: Essa lista não é minha!! é desse site!!
| 1 Comentário

Estrelas GG - Silvia Poppovic

Atendendo a uma sugestão da leitora Kallina vamos a mais um perfil de Estrela GG

Sílvia Poppovic (São Paulo, janeiro de 1955) é uma jornalista e apresentadora de televisão brasileira brasileira

Está na televisão sempre com programas diários, de segunda a sexta-feira, há mais de vinte anos. Já trabalhou nas emissoras da Rede Globo, Rede Record, SBT, Band e depois de alguns anos afastada da televisão, logo após o nascimento de sua única filha, voltou na TV Cultura.

Filha da pedagoga e educadora Ana Maria Poppovic, ela foi a precursora no Brasil de programas de debates sobre o comportamento humano.

Sílvia Poppovic formou-se em jornalismo pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, iniciou sua carreira na imprensa escrita e logo foi para a televisão. Em 1979, iniciou na TV Tupi. No ano seguinte, foi para a TV Globo, onde editou e apresentou o Globo Rural um programa com notícias sobre a vida no campo, agribusiness, empreendimentos rurais, criação de animais e agricultura. Passou algum tempo no Jornal da Globo e fez entrevistas de sábado para o Jornal Hoje, nos anos 80.

Em 1981, a Editora Abril tentou ter a concessão de um canal de televisão. Não conseguindo obtê-la, alugou horários na TV Gazeta de São Paulo e chamou Sílvia Poppovic para apresentar, ao lado de Paulo Markun, o programa São Paulo na TV, que era um misto de telejornal, utilidade pública e variedades.

Depois dessa experiência, passou pela TV Cultura e TV Record, onde comandou o Jornal da Record e o programa São Paulo à Tarde, um programa quase que exclusivamente voltado para a cobertura jornalística e prestação de serviços.

Em 1986, foi contratada pela TV Bandeirantes e estreou o programa de debates Canal Livre. Deixou a emissora em 1990, para participar da campanha eleitoral de Ulysses Guimarães, então candidato à Presidência da República. Após as eleições, recebeu convite do SBT para apresentar um programa com seu nome, semanal, que debatia temas da atualidade, recebendo convidados. Ainda nesta mesma linha de programa e com o mesmo nome, transferiu-se em 1992 para a TV Bandeirantes, agora tendo a participação da platéia.

Aos 45 anos, em 2000, e após um tratamento para engravidar, Silvia Poppovic deu à luz, ao lado do marido, o endocrinologista Marcello Bronstein, sua única filha, Ana. Durante o período final da gravidez, Sílvia entregou o comando do programa para Astrid Fontenelle e lançou o livro “Silvia Poppovic e Você”, que permaneceu semanas entre a lista dos mais vendidos.

Depois de ficar cerca de três anos afastada da atividade jornalística para cuidar da filha, Silvia Poppovic voltou em 2005, para comandar na TV Cultura o "Silvia Poppovic", que aborda assuntos como qualidade de vida e saúde e é exibido semanalmente.

Segundo os críticos de televisão, Silvia, com sua retórica, às vezes acaba ocupando todo o espaço reservado aos depoimentos de seus participantes de seus programas, emitindo comentários próprios e na prática dando pouco tempo aos entrevistados de externarem sua opinião.

Em 2006, Silvia foi convidada para apresentar o programa "Domingo Família" na Rede Mais. O formato do programa seria nos mesmos moldes dos programas já apresentados por ela anteriormente.

Em 2007, Silvia juntou-se ao "Cansei".

Em 2008, Silvia prepara-se para retornar a telinha via Rede Bandeirantes, o programa deverá acontecer após as olímpiadas.

Fonte Wikipedia

Ai vai um pequeno video dela em ação

| Sem Comentários

Kit Inicial Para Amar o Seu Corpo


1. Pegue um Post-IT (ou um papel de recados qualquer)

2. Escreva uma frase do tipo:

EU SOU LINDA

EU ME AMO E ME ACEITO COMPLETAMENTE

EU SOU PERFEITA DO JEITO QUE EU SOU


3. Cole no espelho

4. Leia bem alto e olhe bem no meio dos seus olhos

5. Sorria

6. Acredite

Agora vá mostrar suas curvas!

Retirado do excelente site The Curvy Life
| 2 Comentários

O Direito de Ser Gordo

Rechonchudos brasileiros organizam movimentos políticos nos moldes dos americanos para garantir respeito e combater o preconceito contra quilos a mais.

Por Celso Fonseca e Osmar Freitas Jr.- Nova York
Matéria publicada na IstoÉ Online em 31/05/2006

A publicitária e fotógrafa Kátia Ricomini – 27 anos e 140 quilos distribuídos em 1,65 metro – sentiu várias vezes na pele, no corpo e na mente o peso do preconceito contra os gordos. Sabe bem o que é isso. Numa recente entrevista em busca de emprego, foi esnobada e ainda aprendeu como o silêncio pode significar uma humilhação suprema. Foi dispensada pelo entrevistador, sem uma pergunta sequer, assim que ele lhe bateu os olhos. “E eu não seria recepcionista de academia de ginástica”, brinca. A vaga era para contato publicitário, um trabalho em que ela falaria com as pessoas pelo telefone. Em vez de se abater, Kátia resolveu enfrentar o inimigo. Criou na internet uma revista virtual, a Criatura GG, para espalhar denúncias de intolerância contra os gordinhos. Conseguiu a façanha de atingir quase mil visitas diárias e se tornou fotógrafa exclusiva de belas modelos rechonchudas. Atenta a tudo que envolve o tema, cobra das autoridades a execução de leis que são pouco usuais, como as que permitem que as pessoas mais gordas entrem nos ônibus pela porta da frente, evitando a catraca e o constrangimento. A lei vigora em cidades como Porto Alegre, Santos e São Paulo.

Enquanto nos Estados Unidos os gordos exibem um enorme poder político, no Brasil, a comunidade GG, como eles se autodenominam, começa a se articular para brigar pelo direito de serem como são, em todas as suas dimensões volumosas, como nas imagens do pintor colombiano Fernando Botero. Uma das militantes do movimento, que começa a despontar no Brasil, é Denise Neumman, 40 anos, 130 quilos e 1,61 metro. Ela lançou a Magnus Corpus – corpo grande, em latim. Um grupo voltado principalmente para ajudar quem sofre discriminação no trabalho. “Ninguém quer contratar um gordo. Acham que eles são preguiçosos, lentos e sem força de vontade.” Denise encaminha as vítimas aos advogados e acompanha os processos. Como uma espécie de missionária, promove encontros com outras pessoas obesas. Em reuniões informais ressuscita a auto-estima de suas parceiras. Distribui mensagens de auto-aceitação e as convence a enfrentar a exposição pública. Entre suas bandeiras está o combate à onda de dietas, segundo ela, oportunistas e perigosas.

Thomas Szegö, cirurgião do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo:

“Na dinâmica familiar brasileira, o gordinho é como a Geni”.

A comunidade GG no País dá seus primeiros passos inspirada no que acontece nos Estados Unidos. A Magnus Corpus se associou a organizações peso pesadas como a ISAA – International Size Acceptance Associotion –, em ação nos Estados Unidos desde 1960 e que faz parte de uma aliança internacional do chamado “movimento fat”, que une países como Austrália, França, Noruega, Nova Zelândia e Rússia. Pode parecer pouco, mas é o começo num país sem a menor tradição em luta por direitos civis. O movimento vem angariando aliados como o especialista em obesidade Thomas Szegö, integrante da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e cirurgião do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, e crítico feroz da condição do obeso no Brasil. “Centralizamos a atenção no gordinho e tiramos a atenção dos outros.” Segundo ele, toda a dinâmica familiar precisa de uma “Geni” – referência à famosa canção de Chico Buarque – e neste caso sempre é o gordo.

Nos Estados Unidos, os obesos também são vistos como cidadãos de segunda classe, mas são bem mais conscientes de seus direitos. Existem mais de 80 organizações que congregam multidões de revoltados da pesada. Num país onde cerca de 60% da população tem mais gordura do que seria recomendado para seu tipo físico – contra 30% no Brasil –, o movimento dessas massas ameaça agitar a maioria dos políticos. Afinal, eles são eleitores. “A balança da Justiça não deve estar relacionada à da farmácia”, diz Sally Smith, 96 quilos, do grupo National Association to Advance Fat Acceptance (Naafa), uma das associações americanas mais importantes no movimento pela aceitação de gordos. As estatísticas que Smith mostra são preocupantes: 80% das mulheres com mais de 100 quilos se queixam de discriminação no trabalho.

Harry Gosset, 189 quilos, autor do livro Fat chance (algo como Chances gordas), aponta outros problemas: “Muitos obesos, gordos ou gente um pouco acima do peso considerado normal não são aceitos nos planos de saúde, mas nem todos merecem pagar taxas especiais”, diz o escritor. A luta por melhores condições de vida vai dos hospitais aos assentos de automóveis e aviões. A Naafa não desiste da luta. A organização teve sucesso em sua campanha de lobby junto à Mantel, a gigante dos brinquedos que molda a silhueta impossível da famosa Barbie, para o lançamento de uma linha de bonecas gordinhas. Hoje, nos Estados Unidos, é possível uma menina embalar nos braços figuras rechonchudas. Infelizmente, não há ainda um Ken, o namoradinho da Barbie, acima de seu peso ideal.

E então? O que pensar, né? Confesso que não sei dizer até onde concordo ou apoio algumas destas iniciativas. Fico pensando se não há o perigo de fomentar uma "movimento conformista" ou incentivar uma "cinismo auto-enganatório" ( urgh! Esta expressão doeu, eu sei, mas foi o melhor que encontrei pra externar exatamente o que eu quero dizer...) onde se finge que está tudo bem com uma postura "Sou gordo sim, e daí?", ignorando que a "condição" acima do peso tem as suas implicâções nocivas principalmente a saúde. Sei não...
| 5 Comentários

As 15 Mais Belas Modelos Plus-Size (Parte 2)

10


Você só precisa de um nome pra se maravilhar com a modelo Canadense Liis

09


Antes anorexica , Crystal Renn já foi capa da revista Vogue Americana, Italiana, Francesa e Alemã depois de se tornar modelo plus-size. A fumante Renn já foi no programa da "Oprah," aonde deu uma entrevista polêmica sobre problemas com o corpo.

08


Natalie Laughlin foi a 1ª modelo plus size a se apresentar na Billboard da Times Square (se apresentou mais 4 vezes depois).

07


Christina Schmidt atuou como uma modelo plus-size no filme "Degrassi: The Next Generation." Após isso ela passou a desfilar pela grife Wilhelmina.

06


A Jovem de 21 anos Whitney Thompson foi a 1ª vencedora modelo plus size do reality show da TV americana "America's Next Top Model."

Continua...
| Sem Comentários

Salvador é a capital com o maior número de gordinhas do país

Os quitutes calóricos da culinária baiana podem ser responsáveis pela engorda da população. mais da metade dos habitantes de Salvador estão acima do peso.


| 1 Comentário

Depois de processo contra o 'Pânico', Preta Gil vai montar ONG para mulheres

Cantora fala como pretende levantar auto-estima de outras mulheres e de como ficou traumatizada com episódio do "caldo" em Ipanema

No principio, era só a foto de uma “famosa” levando um “caldo” na badalada praia de Ipanema, no Rio. Depois vieram as piadas, a mágoa e finalmente o processo de Preta Gil contra os humoristas do programa “Pânico na TV” por danos morais. A decisão judicial em primeira instância saiu na quinta-feira, 6. Eles foram condenados a pagar R$ 100 mil à cantora. O resultado da ação serviu para ela expurgar a paranóia que ela não tinha, mas que adquiriu ao longo do episódio – Preta ficou nove meses sem ir à praia -, e também para ela começar a pensar em ajudar outras mulheres. A cantora quer usar a indenização para montar uma ONG que pretende ajudar gordinhas a lidar melhor com o corpo. Para entender melhor tudo isso, o EGO conversou com Preta Gil.Confira!

EGO:Como surgiu a idéia de investir os R$ 100 mil de indenização que você ganhou do pessoal do Pânico em uma ONG voltada para gordinhas?
PRETA GIL: Essa idéia foi conseqüência natural de tudo o que vem acontecendo comigo ao longo dos últimos cinco anos. Desde que me lancei como cantora, e também como atriz, meu corpo sempre foi um assunto. Isso por causa de algumas atitudes minhas como o encarte do meu primeiro disco, no qual aparecia nua, e o ensaio sensual para a revista “Trip”. Isso às vezes era falado de maneira positiva, quando recebia testemunhos de mulheres que me admiravam por eu ser assim, e outras nem tanto, como aconteceu no episódio do “Pânico”. Quando o “Pânico” fez a sátira, eles despertaram uma coisa muito ruim que era o preconceito, a agressividade, a brincadeira de muito mau gosto em relação a mim e ao meu corpo. Quando venci a causa, me emocionei muito, e quis transformá-la em uma coisa boa. Acho que a ditadura da beleza é cruel, as mulheres não se identificam com o padrão de beleza que está aí, e começam a fazer loucuras para se inserir nessa ditadura, como tomar remédio para emagrecer, ficam deprimidas, se isolam.

Você sempre falou com muito bom humor sobre seu corpo. Mas já fez alguma dessas loucuras?
Já, todas. Não estou acima do bem e do mal. Estou completamente inserida na ONG. Só para você ter uma idéia, fiquei meses sem ir à praia por causa dessa história do “Pânico”. Fiquei realmente em pânico, com medo. Ontem, consegui ir à praia pela primeira vez depois de muito tempo. Até tinha ido uma outra vez, mas fiquei muito pouco e fui embora. Fora isso, já fiz dieta de tudo o quanto foi tipo: da lua, do sol, da terra, do ar, do mar (risos). Da sopa. Que é aquela: deu sopa, estou comendo(risos). Já fiz lipoaspiração. Tudo em busca de uma satisfação que não está no físico, mas dentro de nós. Para abrir a ONG, estou pesquisando psicólogos, nutricionistas, e até historiadores. É importante, por exemplo, que a mulher negra entenda a sua história, e que as mulheres como um todo entendam, a importância da revolução sexual, por exemplo. É um trabalho sério, não é uma palhaçada. A causa ainda não está definida, mas tenho certeza de que vou ganhar e, até lá, terei tempo para montar uma equipe bacana para levar isso à frente.

Quais os serviços concretos que essa ONG poderá oferecer?
Ajuda psicológica, nutricional, histórica, vamos promover debates com mulheres bem-sucedidas. A idéia é criar um movimento de bem-estar.

Já tem um nome para a ONG?
Não ainda, não. Estou pensando, mas a inspiração ainda não veio. Estou esperando vir.

Você falou que suas fãs criaram uma identificação muito grande com você e o modo como lida com o seu corpo. Acha que isso aconteceu pelo modo como você fala de si ou por que é uma gordinha “pegadora”, que já saiu com homens desejadíssimos?
As meninas que entram no meu blog dizem que sou uma mulher linda, que estou sempre arrumada, bem-cuidada, que eu não tive problemas ao logo da vida em relação à sedução, à paquera, que eu peguei quem eu quis, e que não quis (risos). É claro que tenho minhas frustrações, mas acho que elas vêem que sou uma mulher gordinha que tem uma vida normal. A questão do meu corpo só veio na minha vida por fatores externos, por que as pessoas sempre me apontaram isso.

O que você faz para se cuidar sem cair em armadilhas?
Procuro a relação energética que o alimento tem. Tenho uma irmã que estuda nutrição e segue uma linha indiana, que é até bem radical, mas que dá uma noção dos benefícios do que cada alimento traz de bom para o seu organismo. Procuro ter essa noção e, de segunda a sábado, procuro seguir uma dieta mais rigorosa. Como muito muita coisa integral, legumes, não como carne já há dois anos e, só aos domingos, enfio o pé na jaca. Sem paranóia nenhuma e sem objetivo estético. Além disso, cuido muito do meu cabelo e da minha pele. Tenho feito acupuntura para melhorar meu metabolismo e o funcionamento do meu intestino, e também caminhado três vezes por semana, em casa.

Você se arrepende ter exposto tanto seu corpo no início da carreira?
Acho que fui ingênua. Mas sou filha do tropicalismo e tenho valores em relação à liberdade muito diferentes da sociedade como um todo. Cresci com um senso de liberdade muito grande, aprendi a valorizar meus sentimentos e minhas intuições. Quando me lancei como cantora, achei que o representativo daquela espécie de renascimento eram as fotos nuas. Só não estava preparada para o mercado, para a sociedade e para o modo como a mídia explorou isso. Fui mal-interpretada, sim, acho que as fotos tiraram o foco do disco. Resumindo? Dei muito mais entrevista do que fiz shows.


Matéria Retirada do Portal Ego
| 3 Comentários

Rechonchée

Aqui é um video da tv curioso do portal IG sobre a loja de langeires Rechonchée. bem interessante

| 2 Comentários

As 15 Mais Belas Modelos Plus-Size

Quando a gente pensa em modelos , vem logo na nossa mente mente anorexicas , magrelas sem bunda ou qualquer outro voluptuosidade. Então decidimos fazer um top 15 das modelos Plus Size:

15



Barbara Brickner é um dos maiores nomes entre as modelos plus size com uma carreira de mais de 10 anos.


14





A Bela Loira Irlandesa Charlotte Coyle e modelo da agencia plus-size Torrid, e já apresentou na TV Inglesa o reality show em 2006 chamado "Fat Beauty Contest".

13




A Brasileira Fluvia Lucerda mostra que o Brasil tem sim modelos lindas e de todos os tamanhos..viva ela!!

12




A Francesa Johanna Dray ganhou notoriedade com a sua aparição devastadora no programa deJohn Galliano "Everybody is Beautiful" um edital da revista Vogue.

11




Em 11º a Canadense Justine Legault , que chamou atenção com uma bela foto nua sob um cobertor.

Continua...
| Sem Comentários

Strip-tease de gordinhas faz sucesso na Rússia


Casas noturnas com apresentações de strip-tease na Rússia conquistam um novo tipo de cliente: os aficionados por gordinhas.

Segundo o jornal Pravda, há dez anos o jornal Moskovsky Konsomolets organizou o primeiro concurso de beleza para mulheres obesas no país. Três ganhadoras do concurso decidiram mudar suas vidas, primeiro aparecendo em comerciais de biquínis para gordinhas e depois parodiando números de strip-tease nas casas noturnas. Com o tempo fundaram um novo filão comercial. Elas descobriram que há um número razoável de homens russos cansados das apresentações de mulheres magricelas girando em torno de um mastro sobre um balcão. O público das gordinhas está concentrado principalmente em cidades menores, com poucos admiradores na capital.

Hoje existem quatro grupos famosos de strippers acima do peso. Um deles está registrado no Guinness, o livro dos recordes, como o grupo de artistas mais pesado do mundo somando 600kg no corpo de quatro atrizes.

As garotas envolvidas neste tipo de espetáculo dizem que apesar da silhueta precisam manter o lado artístico do ofício, a agilidade e o ritmo das danças. Elas normalmente fazem alguns números com interpretação vestindo-se de enfermeiras ou policiais sensuais pois estas são as preferências da clientela.

As apresentações envolvem também o convite de pessoas da platéia para subir ao palco. Elas dizem que os jovens participam ativamente enquanto os mais velhos, embora gostem de ver o espetáculo, sejam mais conservadores e tenham vergonha de admitir que gostam do modelo feminino incomum.

Os empresários destas mulheres concordam que o maior problema delas é a barriga. Porque é importante que a gordura esteja concentrada nas nádegas, no peito e em outros lugares mas não no abdômen. Outro grande problema é que a rotina de ensaios e shows faz com que percam peso, sendo às vezes complicado manter a "forma".

Noticia retirada do portal Terra
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...